Implantes Dentário

01
Implantes

Tratamentos com implantes trazem eficiência mastigatória, conforto, auto confiança e beleza para o sorriso.

Os Implantes Dentários permitem que o paciente substitua as próteses móveis por próteses fixas sobre implantes. 

Várias pesquisas têm demonstrado que pacientes portadores de próteses móveis não mastigam o alimento .

Tratamentos com implantes trazem eficiência mastigatória, conforto, auto confiança e beleza para o sorriso.

O que é um implante dentário?

Um implante dentário é um pino de titânio, que é inserido na maxila ou na mandíbula por meio de um procedimento cirúrgico. A função do implante é substituir a raiz do dente natural, que foi perdido devido a problemas de saúde bucal.

Ele serve como base para a implantação de uma prótese (dente artificial), que devolverá as funções estéticas e mastigatórias do dente danificado.

Quando o implante é indicado?

O tratamento é indicado para pacientes que perderam um ou mais dentes na boca e deseja recuperar seu sorriso. 

Aqueles pacientes que possuem dentes em condição crítica, que já não podem ser salvos por meio de outro tratamento, também podem recorrer ao implante. Nesses casos, os dentes estragados devem ser extraídos.

Quais são os tipos de implantes dentários?

Os implantes podem ser convencionais através de cortes na gengiva ou sem cortes, também conhecido como cirurgia guiada, planejados por meio de um software específico. 

Essa técnica possibilita que o dentista escolha até mesmo a posição dos implantes, antes de fazer a cirurgia. Embora haja cortes na gengiva do paciente, não há a necessidade de suturas, pois para que a guia seja colocada na boca do paciente, são feitas apenas pequenas perfurações nos locais onde serão inseridos os componentes do implante.

Pós-operatório

As duas cirurgias exigem cuidados específicos no pós-operatório. O implante tradicional exige um pouco mais de repouso, pois a cirurgia é mais invasiva. Mas, o dentista recomenda ao paciente o uso de remédios para dor e inchaço, que são comuns nos primeiros dias.

Quando um paciente se submete a uma cirurgia de implante, é necessário que ele espere por alguns meses para depois colocar a prótese, o que não acontece com a cirurgia guiada, pois o paciente pode colocar os dentes postiços no mesmo dia.

Além disso, a recuperação para pacientes que fazem o implante sem corte é bem mais tranquila, pois não há pontos na boca. No entanto, é imprescindível seguir as orientações do dentista quanto à alimentação e manter uma boa higiene bucal, pois somente assim, seus implantes terão vida-longa e a recuperação será mais rápida.

Conquiste seu melhor sorriso

Nosso consultório foi planejado com muito carinho para oferecer
aos pacientes um ambiente agradável e acolhedor.

Perguntas Frequentes!

Se ainda tiver dúvidas basta entrar em contato.

A primeira consulta é considerada uma avaliação clínica. Saiba entrando em contato conosco via Whatsapp: Clique aqui

O ideal é que as consultas ao dentista sejam feitas regularmente. Elas devem ser um compromisso fixo na sua agenda, e nada de deixá-las de lado por preguiça! Um intervalo de seis meses é considerado ideal, mas existem casos em que esse período precisa ser mais curto, caso você apresente doença periodontal ou esteja tratando algum quadro como a cárie, por exemplo. Por isso, não deixe de perguntar ao seu dentista de quanto em quanto tempo você precisa visitá-lo!

Com o passar dos anos, os dentes escurecem porque o esmalte vai ficando fino e a dentina, que é mais escura, torna-se mais espessa. Fora isso, alimentos e bebidas como café, refrigerantes escuros, vinho tinto, açaí, catchup, beterraba e chás são ricos em pigmentos, que impregnam o esmalte e contribuem para conferir ao dente uma coloração amarelada.
 

Sim. Quanto maior a idade, maior sua incidência e a de problemas decorrentes, como perda de dentes. Segundo dados do Ministério da Saúde de 2010, na faixa etária de 35 a 44 anos, o número médio de dentes atingidos por cáries chega a 16,75, um índice alto, pois um adulto tem 32 dentes. A prevenção consiste em escovar bem os dentes, língua e tecidos moles da boca, no mínimo três vezes ao dia, utilizando creme dental com flúor, passar fio dental todo dia, fazer bochecho com antisséptico bucal e visitar o dentista regularmente.

Sim, se a cárie se aproximar da polpa do dente, por onde passa a corrente sanguínea, as bactérias podem alcançar o sangue e circular pelo organismo, atingindo diferentes regiões, inclusive o coração.
Embora tenham surgido métodos à base de laser, ultrassom e géis especiais para dissolver a cárie, nenhum é efetivo a ponto de substituir o motorzinho com brocas em todas as situações. Daí a importância de tratar a cárie o quanto antes – se possível, na fase inicial de mancha branca, quando a aplicação de flúor e a melhora da higiene bucal podem deter a evolução do quadro.
 

agende sua consulta

Agende sua avaliação com uma de nossas especialistas.